Com mais de 1200 cooperados e operando em mais de 85 linhas na região sul de São Paulo, a Cooper-Pam, vêm se consolidando como uma das mais importantes cooperativas de transportes da cidade de São Paulo.

Saimos da clandestinidade quando a coordenação da cooperativa assumiu o comando e obteve do municipio a permissão para o transporte legal. Muitas vezes, precisavamos desviar nossos itinerários para não ter nossos carros apreendidos. Hoje, a situação é totalmente diferente, somos reconhecidos e respeitados não apenas como "perueiros", mas como trabalhadores permissionários que chega a transportar mais de 500 mil passageiros por dia (região sul).

Diz com saudosismo e orgulhoso com a carteira de associado na mão n° 63, o cooperado Antonio Ferreira Neto (linha J d. Das Imbuias). O atual presidente da cooperativa, Luis Carlos Efigênio Pacheco, destaca nestes mais de 10 anos, a participação e união dos cooperados, em busca do crescimento e melhorias para a categoria e, destaca a aquisição de uma área de mais 50 mil metros quadrados onde está construido a sede própria, com uma ótima infra-estrutura, como garagem, posto de combustível, oficina mecânica, borracharia, e departametos administrativos para atender dignamente os cooperados.

“A Cooper-Pam Transporta em média 850 mil pessoas por dia na Zona Sul de São Paulo e tem orgulho de atender áreas carentes, como Parelheiros, resolvendo nas linhas que operam a calamidade que havia naquela região, antes da nossa operação.

Isso tudo graças aos investimentos de todos os cooperados, que mesmo trabalhando em outras linhas colaboraram financeiramente para que a Região de Parelheiros tivesse uma Operação modelo.”

Presidente Luís Carlos

“Aos usuários, peço que continuem mantendo a confiança e prestigiando nosso trabalho, buscaremos cada vez mais investir em veículos novos, para atendê-los sempre com dignidade. Meus amigos cooperados sabem de todas as dificuldades que enfrentamos todos os dias, mas tenham certeza que continuamos sendo a ”Pedra no Sapato” daqueles que impedem o nosso crescimento e vivem criando motivos para que desistamos do nosso trabalho. É importante investirmos na profissionalização da categoria”

Presidente Luís Carlos